Importância de ferramentas indiretas no mapeamento de atributos do solo

Fonte Angélica Santos Rabelo de Souza Bahia

Link

No atual cenário da agricultura moderna, presenciamos uma demanda crescente por informações atualizadas e detalhadas sobre o solo e seus recursos, a fim de manter seu uso sustentável. Assim, os mapas de solo são uma das principais ferramentas disponíveis para atender a essa demanda. O mapa de solo é uma representação bidimensional, simplificada, que representa a organização espacial do solo no ambiente natural. Com ele, conseguimos realizar o planejamento estratégico de atividades agrícolas, tendo em vista amostragens e monitoramento do solo, e modelagens quantitativas precisas e acuradas, preocupação primordial da pedometria.

Para permitir o mapeamento detalhado, é muito importante o desenvolvimento de métodos rápidos, precisos e de baixo custo para quantificar os atributos do solo, uma vez que os métodos convencionais exigem grandes investimentos em relação às analises de laboratório. Neste contexto, a espectroscopia de reflectância difusa (ERD) e a susceptibilidade magnética (SM) atendem a essa necessidade, uma vez que são duas ferramentas usadas para estimar os atributos do solo. Ambas fornecem uma técnica alternativa para auxiliar ou substituir alguns métodos de análise do solo, pois superam muitas limitações das análises convencionais, por serem rápidas, precisas, fáceis de usar e de baixo custo, além de serem métodos não destrutivos por não utilizarem substâncias químicas.

O desenvolvimento de modelos preditivos para os atributos do solo, utilizando a ERD e SM, permite a análise de um maior número de amostras, uma exigência para realizar as análises geoestatísticas e elaboração de mapas. Este conhecimento é relevante na agricultura moderna, porque preenche uma lacuna em técnicas alternativas para quantificação de atributos do solo, principalmente em regiões tropicais, onde a variabilidade de atributos é muito grande. Com isso, o trabalho “Prediction and mapping of soil attributes using diffuse reflectance spectroscopy and magnetic susceptibility” vem mostrar que tanto a ERD como a SM tem potencial para estimar com precisão atributos do solo de grande importância agronômica, como o conteúdo de argila, ferro, carbono e nitrogênio. As medidas indiretas obtidas com essas ferramentas produziram mapas com o mesmo padrão espacial que os mapas obtidos com os dados de laboratório.

Uma das grandes vantagens dessas ferramentas é a avaliação rápida e eficiente dos atributos do solo, que pode ser realizada também em campo, com a utilização de equipamentos portáteis. Neste contexto, a ERD e a SM são uteis na pedometria, auxiliando o mapeando de grandes áreas, planejamento estratégico do uso e ocupação do solo e monitoramento ambiental. Além disso, devemos enfatizar não apenas a importância, como também a necessidade de estudos sobre a avaliação de novos métodos para o levantamento dos solos e desenvolvimento de mapas técnicos que subsidiem um planejamento sustentável. Isso possibilita a transferência de conhecimento sobre o solo e seus atributos para áreas semelhantes e respaldam o refinamento de práticas de manejo sustentáveis.

Quer saber mais? Artigo para consulta:

Bahia, A.S.R.S., Marques Jr., J., La Scala, N., Cerri, C.E.P., Camargo, L.A. Prediction and mapping of soil attributes using diffuse reflectance spectroscopy and magnetic susceptibility. Soil Science Society of America Journal, 81(6), 1450-1462, 2017. doi:10.2136/sssaj2017.06.0206

Fonte : Angélica Santos Rabelo de Souza Bahia