TCC, Dissertações e Teses

Caracterização de áreas de manejo específico no contexto das relações solo-relevo.

Autor: José Marques Júnior

Palavras-chave: atributos do solo; atributos da planta; pedometria; geoestatística;suscetibilidade magnética; reflectância difusa; análise multivariada

Link

Resumo

Os objetivos do presente trabalho são: a) Entender as relações espaciais entre os atributos físicos e químicos do solo e relevo, e avaliar suas influências na produção e qualidades de cítrus e cana-de-açúcar; b) Utilização de técnicas de Espectroscopia de Reflectância Difusa e Suscetibilidade Magnética, para avaliação de atributos físicos e químicos do solo, no contexto da relação solo-relevo; c)Idenficação de áreas específicas de manejo, utilizando atributos do solo, espectroscopia de reflectância difusa e suscetibilidade magnética, e a relação destes com o relevo. Dois experimentos foram realizados. No primeiro, foram coletadas amostras em malha de intervalo regular de 50 metros, na profundidde de 0,00 – 0,20 m, para a determinação dos atributos do solo: teor de argila, teor de matéria orgânica, teor de água,estabilidade do agregado, macroporos, microporos, volume total de poros,condutividade hidráulica do solo saturado,densidade do solo e resistência do solo à penetração, em um Latossolo Vermelho distrófico sob cultivo de laranja da variedade pera-rio. Os atributos da fruta cítrica analisados foram: sólidos solúveis totais, acidez total titulável, ratio, produção, rendimento em suco concentrado e tamanho da fruta, em três épocas diferentes. Os dados foram analisados pela estatística descritiva, geoestatística e análise de correlação canônica (CCA). Os resultados da análise geoestatística mostraram que a variabilidade espacial dos atributos do solo e da fruta é influenciada pelas formas do relevo. A variabilidade temporal dos atributos da fruta também é influenciada pelas formas do relevo, condicionando um gradiente de amadurecimento diferenciado para cada compartimento do relevo. As variáveis canônicas do primeiro par canônico tiveram em comum 77 % da variância explicada. As formas do relevo mostraram-se eficazes na idenficação de zonas homogêneas de manejo. No segundo experimento, as amostras de solo foram coletadas em malha com espaçamento regular de 10 metros, na profundidade de 0,00-0,20 m, em uma área de 1 ha, em um Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico sob cultivo de cana-de-açúcar. Foram analisados os atributos do solo: teor de argila, volume total de poros, densidade do solo, diâmetro médio ponderado do agregado, resistência à penetração, teor de água, P disponível, P adsorvido, K, Ca,Mg, H+Al, carbono orgânico, pH, capacidade de troca catiônica, suscetibilidade magnética e o espectro do solo na faixa do visível e infravermelho próximo. A amostragem das plantas de cana-de-açúcar foi feita nos mesmos pontos de coleta do solo. Na planta,foram avaliados os atributos :produtividade, Brix, pol do caldo, porcentagem de fibra e açúcares redutores totais. Os dados foram analisados utilizando a estatística descritiva,estatística multivariada e a geoestatística. Os resultados mostraram correlações significativas dos atributos do solo e da planta com a suscetibilidade magnética e as faixas do espectro. Dessa maneira, os resultados permitem concluir que as medidas de reflectância difusa, principalmente na faixa do infravermelho próximo, e as medidas de suscetibilidade magnética podem ser utilizadas na predição de outros atributos do solo e identificação de zonas de manejo para cana-de-açúcar.