Agricultura de Precisão e a Variabilidade Espacial

Fonte Livia Arantes Camargo

Link

“Variabilidade espacial”, esta é a palavra que justifica o sistema de gerenciamento agrícola chamado “Agricultura de Precisão” (que consiste em práticas agrícolas que levam em consideração a variação dos fatores que influenciam no rendimento das culturas).

Com certeza você já se deparou com áreas, mesmo próximas umas das outras, com tipos de solo, relevo, clima e principalmente produtividades diferentes! E observou que, mesmo diante destas evidências, essas variações são muitas vezes negligenciadas dentro de uma propriedade e o manejo dessas áreas é realizado de forma homogênea. Entretanto, uma coisa é fato… a planta não vai responder de maneira homogênea! Assim, não importa o quanto você gasta com a sua cultura… ela não responde de modo uniforme a este investimento.

Isso ocorre porque o solo possui “variabilidade espacial” de seus atributos, o que, consequentemente, acarreta na variabilidade dos atributos das culturas, como produtividade, qualidades tecnológicas etc… Não levar em consideração essa variabilidade e não buscar entender as causas da mesma é simplesmente fechar os olhos para o fato de que existem potenciais produtivos diferentes dentro de uma propriedade e deixar de otimizar recursos agrícolas, financeiros, ambientais, humanos bem como, o potencial de cada cultura.

 
“Máquinas e equipamentos podem, de fato, auxiliar muito o produtor e o técnico, porém o elemento essencial para adotar a AP é a constatação de que há variabilidade espacial e a sua intensidade é muito elevada para tratá-la como uniforme.”

(Agricultura de precisão: resultados de um novo olhar. / Alberto Carlos de Campos Bernardi, [et al.], editores técnicos. – Brasília, DF : Embrapa, 2014.)

O sistema de Agricultura de Precisão oferece incríveis benefícios e se tornou um caminho sem volta para as propriedades/empresas agrícolas/ clientes que querem se manter competitivos no mercado. Isso porque, ao se adotar este sistema, pode-se desenvolver o que chamamos de “crescimento vertical” da produção, ou seja, ele oferece um aumento de produção/produtividade, sem que seja necessário o aumento da área de cultivo.

Agora, nos deparamos com a seguinte pergunta: Como lucrar com a implantação do sistema de Agricultura de Precisão? Quais os benefícios?

Entenda:

“Se uma propriedade apresenta diferença de produção de duas a dez toneladas por hectare e a aplicação de insumo foi uniforme, então, é fácil entender que em algum ponto está-se aplicando excesso de insumo, gerando desperdício e, em outro uma quantidade insuficiente perdendo a oportunidade de se obter uma produção maior.”

(Agricultura de precisão: resultados de um novo olhar. / Alberto Carlos de Campos Bernardi, [et al.], editores técnicos. – Brasília, DF : Embrapa, 2014.)

Assim, a implantação do sistema de agricultura de precisão embasado na adequada avaliação da variabilidade dos fatores que influenciam culturas e no manejo localizado nas práticas agrícolas, promove-se:

    Redução dos custos de produção
    Aumento da produtividade
    Otimização no uso dos recursos agrícolas, financeiros e ambientais
    Maximização dos lucros

E com isso, a implantação do sistema de agricultura de precisão promove um desenvolvimento agrícola mais racional, responsável e consequentemente sustentável!

Fonte : Livia Arantes Camargo